Desafio Literário (Maio 4) – O Herege de Bernard Cornwell

Mais um livro histórico que faltava resenhar para o desafio de maio.
Esse autor entrou certamente para os meus favoritos. Nesse terceiro livro da sequência “ A Busca pelo Graal”, Bernard Cornwell mostra uma série que começou modesta, cresceu timidamente e acabou com o melhor possível.
O pano de fundo do livro, assim como nos anteriores, é a guerra dos 100 anos. Thomas de Hookton, um arqueiro inglês, agora volta para a terra de sua família para procurar o graal, o qual ainda duvida da existência. No entanto nosso anti-herói, mantém as esperanças de achar um outro cálice, seu primo Guy Vexille, ou o Arlequin, que matou seu pai, sua esposa e outros amigos.

Mas no meio das batalhas sangrentas entre os franceses e os ingleses, Deus resolve se divertir e castigar mais ainda uma população, envia junto com os quatro cavaleiros do apocalipse um terror sem precedentes. A peste começa se alastrar pela Europa.
Thomas então tem que lidar com algumas coisas. Ele tem que salvar sua mulher, uma herege, lidar com os exércitos do seu primo (financiado pela igreja) e de quebra achar o maior tesouro da cristandade, tudo isso permanecendo longe das febres e feridas pustulentas enviadas pelo senhor.

Mas não se deixe enganar por essa resenha simplória. A trama é bem construída, os personagens masculinos são marcantes, e as mulheres assim como na época, passam despercebidas pela escrita do autor.

A trilogia começa com o livro ” O Arqueiro”, tendo como sequência “O Andarilho”, para terminar com “O Herege”.

Para os que gostam de histórias medievais, fatos históricos, sangue e a palavra” Bastardo”, essa série (e livro) servirá bem.

 

Anúncios

Sobre Karla Kly

Please visit us, to travel through the world of music! http://xworldmusic.wordpress.com/
Esse post foi publicado em Desafio Literário. Bookmark o link permanente.

8 respostas para Desafio Literário (Maio 4) – O Herege de Bernard Cornwell

  1. Mathilda disse:

    Oh, isso definitivamente não é para mim. Horror e assustador que eu não gosto.

    LG Mathilda 😉

  2. rodrygotnk disse:

    Parece interessante esta obra… eu estou muito atrasado com os desafios, queria ler rápido como você…

    • Karla Kly disse:

      Minha resenha não mostra nem um pouco do que realmente foi essa obra. O problema é que li o terceiro livro para o desafio, e não queria de forma alguma dar muitos spoilers sobre os acontecimentos anteriores. E quando eu escrevi ainda estava na depressão pós-livro. Vou refazer alguns pontos…

  3. Namoro essa trilogia há tempos. Estava com medo de comprá-la e não gostar. A resenha convenceu-me do contrário. Bjs!

    • Karla Kly disse:

      É violenta, e achei que no primeiro livro o autor se perdeu um pouco. Mas a história fica melhor… Estou louca para ler as crônicas de Arthur do mesmo autor, dizem que é muito bom 🙂

  4. Michelle disse:

    Nunca li nada desse autor. Babo nas capas dos livros dele. E gosto de histórias medievais, só não sei se encararia uma trilogia. Ah… adoro “bastardo”! Uma coisa tão Guerra dos Tronos, né? Todo mundo é bastardo naquele seriado!
    bjo

    • Karla Kly disse:

      Mi, nesses tempos antigos todo mundo era bastardo…hahahaha
      Mas o engraçado é que o autor coloca a palavra bastardo como xingamento , e em tudo. Talvez fosse um costume da época, não sei.
      Mas teve uma página que eu contei 10 “bastardos” nas falas” rs
      beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s